Abono espontâneo ou presente de grego?

Todos sabem que neste governo nunca foi dado abono dos professores no fim de ano em Caxias.Isso é fato. O prefeito Fábio Gentil tem optado por reformas e construções que visam melhorar cada vez mais a educação, levando mais alunos às salas de aula.
Os salários em dia tem sido uma marca do governo FG, mas há alguns sinais que apontam para uma eventual casca de banana no caminho do Cabeludo.
Se não, vejamos: exatamente após o pedido de Taís Coutinho sobre o abono dos professores, o presidente Catulé em tom condescendente, afirmou que concordava plenamente com o pleito da líder oposicionista. Porém, todos sabem que isso faz parte de uma estratagema para desestabilizar a administração local.
Catulé nunca se manifestou favorável à classe docente de Caxias, e agora surge como paladino da categoria.
Quando a esmola é grande, o cego desconfia…
Nas coxias se diz que FG anda contrariado, pois terá que se desfazer de recursos próprios do município, pelo fato da última manifestação do presidente da Câmara ter caído como uma bomba indigesta nas contas da Viúva.
Se o abono acontecer os vereadores(Catulé e Thaís) estarão de bem com os professores, porém se isso não se tornar realidade, Fábio Gentil terá recebido um presente de grego de um dos seus aliados de primeira hora, o presidente Catulé.


Visualizações: 229 vezes | 1 visitas hoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Estatísticas
  • 1.032.886
Arquivos