Coluna do advogado Hélio Coelho: Perna-de-pau

2 de novembro de 2019 0 Por Jonas Filho


Logo após a última partida Grêmio 3 x 0 Botafogo-RJ, pelo Brasileirão, vi uma entrevista do técnico do Grêmio na Sport
TV. Esse técnico antigamente era chamado de Renato Gaúcho, agora Renato Portaluppi. Pois bem, o técnico entrevistado rasgou os maiores elogios ao seu jogador Maicon (Maicon Thiago Pereira
de Souza), 34 anos. Fiquei curioso. E mais curioso fiquei quando o locutor
de campo anunciou que havia no estádio uma torcedora com a faixa “Fale mal do mundo, mas não fale mal do Maicon”.
Aí pensei: “Puxa, esse cara deve ser um fenômeno!” E fui ver o vídeo do jogo. Verifiquei que Maicon fez o primeiro gol
do Grêmio aos 11 minutos.

E só, nada mais. Muito pouco para um
jogador tratado como craque.
E o pior é que aos 22 minutos do 1º tempo ele chutou a bola duas vezes em direção ao gol mas duas vezes acertou o
zagueiro adversário à sua frente. Aos 24 minutos o mesmo Maicon chutou mais uma vez a bola em cima do zagueiro do Botafogo. O próprio técnico do Grêmio reclamou: “Por que não deu um
biquinho?!”. No segundo tempo, aos nove minutos, Maicon fez um passe errado e a bola saiu pela lateral. Logo depois foi substituído.


Lembro de um comentário na Sport TV: “Maicon é um jogador diferenciado”.

  • Meu Deus! O cara erra passes repetidas vezes e ainda
    é elogiadíssimo. Já não fazem craques como antigamente!

(Visualizações: 296 vezes | 1 visitas hoje)