Coluna do Hélio Coelho: Arrogante e prepotente


O ministro Marco Aurélio de Mello repreendeu uma advogada, que falava da Tribuna, porque ela se dirigiu aos membros do STF os tratando de “vocês”. A advogada ficou desconsertada e pediu desculpas… precipitadamente!
Pelo que aprendemos nas escolas, “você” é um pronome de tratamento. Mas o ministro gostaria de ser tratado por Excelência, pronome de reverência.

Vereador nas sessões da Câmara Municipal em todo o Brasil é reverenciado por Excelência e de excelência não produz nada.
Comentário na internet chamou Marco Aurélio de “arrogante, prepotente, inútil…” Arrogante e prepotente pode ser. Quanto ao “inútil”…
A propósito, o ministro Marco Aurélio, considerado “voto vencido” no STF porque sempre discordava da maioria, agora teria mudado. Depois da nomeação de sua filha, a novíssima advogada Letícia Mello, pela presidente Dilma Rousseff, para o cargo de
desembargadora do TRF da 2ª Região (Rio de Janeiro/RJ), o ministro que sempre me pareceu muito técnico teria passado de “voto vencido” para “voto certo” da atual oposição política no Brasil. Esta trupe não o chamaria de “inútil”.


Visualizações: 155 vezes | 1 visitas hoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Estatísticas
  • 1.032.887
Arquivos