Coutinho e Marinho no altar?

A política é, de fato, a arte onde tudo é possível…
Ainda em vida, todos diziam que seria impossível uma aliança entre Humberto Coutinho e Paulo Marinho.
Com 2 anos e meio de governo Fábio Gentil, existe uma vertente que acredita na possibilidade dos Marinho se associarem aos Coutinho para assim tomar o Palácio da Panteon dos Gentil.
O casamento começa a se desenhar porque há um ranço da família Marinho com a derrota de Paulinho nas urnas em 2018, ferida aberta que ainda sangra e dói…


Muitos atribuem tal resultado ao fato de Fábio não ter vestido a camisa de Paulinho como vestiu a do pai e atual deputado estadual, Zé Gentil.
A aliança Dino-Gentil aparenta ser meramente formal, posto que os cargos do Estado continuam na mão de Cleide Coutinho.
Os deputados Adelmo Soares e Zé Gentil continuam a ver navios nas benesses do Estado em Caxias.
Apenas a família Albuquerque foi agraciada com a secretaria de Turismo para Catulé Júnior.
Numa composição futura onde o governador apoie Cleide, o presidente da Câmara Catulé vem a reboque e sem oferecer resistência.
O panorama começa a se formatar e os prognósticos podem tomar rumos inimagináveis.


Visualizações: 283 vezes | 1 visitas hoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Estatísticas
  • 1.051.748
Arquivos