Coutinho não abre pra ninguém. Gentil vai abrir?

24 de setembro de 2019 0 Por Jonas Filho

Cada eleição tem uma história e cada história tem personagens diferentes. No pleito passado, o candidato dos Coutinho era Léo, procurador de Justiça de carreira e advogado, sobrinho do ex- prefeito e na época, presidente da Assembléia  Legislativa do Maranhão, Dr. Humberto Coutinho. Do lado dos Gentil, o vereador de 5 mandatos e na primeira disputa para a Prefeitura,  Fábio Gentil, filho do ex- vereador e ex- presidente da Câmara de Caxias, Zé Gentil.Já é sabido de todos, pelo menos daqueles que militam ou orbitam em torno da política,  que a aliança Coutinho-Gentil fracassou. Uns colocam a culpa no prefeito FG, outros na deputada Cleide Coutinho,  no entanto, o certo é  que a tão  esperada união, por alguns, não prosperou.A vereadora Taís Coutinho foi a escolhida pela família, e nomes como Ironaldo Alencar, Júnior Martins e Magno Chaves, foram preteridos mais uma vez, sobrando a possibilidade apenas de uma vaga de vice na chapa, se é que ficará para um destes no final…Fábio, até o momento,  ainda tem os Marinho como seu maior aliado, e assim mantendo tal aglutinação, poderá levar a disputa em pé de igualdade com o grupo que dominou a Princesa do Sertão por 12 anos.Teodulo Aragão, primo de FG e candidato a vereador, se confirmando a reeleição da família Gentil, poderá ser o sucessor de Fábio. Seguindo a tradição dos seus antecessores, FG jamais abrirá mão de indicar um parente para o cargo de prefeito, pois esta prática tem sido feita de forma constante pelos ex-mandatários da Viúva caxiense. Se Coutinho nunca abriu, Gentil vai abrir?


(Visualizações: 407 vezes | 1 visitas hoje)