Flávio Dino anuncia aulas suspensas na rede pública e privada até 31 de maio e ações judiciais contra quem descumprir determinações

O governador Flávio Dino anunciou nesta sexta-feira (1), que dará cumprimento a decisão judicial da Vara de Interesses Difusos e Coletivos que determinou a aplicação do lockdown. Portanto, ele confirmou a interrupção de entrada e saída de veículos de São Luís a partir do dia 5 de maio pelo prazo de dez dias.

Flavio Dino garantiu que estão liberados caminhões que transportam produtos essenciais como alimentos, combustível, remédios e outros.

Ele ainda lembrou que a decisão de proibir a entrada e saída também vale para o Ferry Boat que vai a Baixada Maranhense e os barcos que saem para a Alcântara.

Em razão do pedido da Justiça, Flávio Dino também só permitirá o funcionamento dos supermercados, feiras, mercados, farmácias e deliveries de produtos alimentícios e farmacológicos pelo prazo de dez dias.

Flávio Dino pediu que não tenha corrida para os supermercados e farmácias, uma vez que estes vão ser mantidos abertos em qualquer situação.

No entanto vão ser feitos pontos de controle e barreiras para evitar o trânsito de veículos pela cidade. Estacionamentos vão ser proibidos na Avenida Litorânea, Espigão e Centro de São Luís.

Porem o chefe do executivo não explicou como será feita a fiscalização quanto a circulação de pessoas em carros particulares.

Ainda serão reduzidas os pontos de parada de ônibus no Centro de São Luís, favorecendo principalmente os pontos próximos ao Socorrão e Hospital Real.

Multas vão ser aplicadas aos bancos da Grande Ilha de São Luís que descumprirem as normas de segurança.

Flávio Dino também que vai contratar pessoas para trabalhar na organização de filas dos bancos da Caixa Econômica Federal, assim como a Polícia Militar será deslocada para esses espaços.

As aulas estarão suspensas até o dia 31 de maio em toda rede estadual, rede municipal de São Luís, São José de Ribamar, Paco do Lumiar e Raposa, assim como da rede privada dos municípios citados.

Por fim foi informado que quem descumprir as determinações será multado e também será processado criminalmente e civilmente, uma vez que será reportado a Justiça aqueles que infringirem as determinações.

Flávio Dino afirmou que todas essas decisões pelo prazo de dez dias, referente as cidades de São Luís, São José de Ribamar e Raposa.


Visualizações: 73 vezes | 1 visitas hoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Estatísticas
  • 1.032.607
Arquivos