Luto na comunicação maranhense: morre o jornalista e radialista Fernando Júnior, dono do Instituto Escutec

24 de julho de 2022 0 Por Jonas Filho

Aos 68 anos, morreu na noite deste domingo (24) o jornalista, radialista e empresário do setor de pesquisas de opinião pública Fernando Júnior. Ele estava internado no Hospital São Domingos, em São Luís (MA), onde lutava contra um câncer de próstata detectado há cerca de um ano.

Fernando Júnior começou no ramo de comunicação como repórter esportivo, na Rádio Educadora, depois se transferiu para a Rádio Timbira, emissora oficial do Estado, da qual foi diretor.

Nos anos 1990, passou a atuar no ramo de pesquisa, como proprietário da Escutec, uma das mais conceituadas do Maranhão.

Em 2018, numa entrevista à revista Maranhão Hoje, ele admitiu que as pesquisas podem trair quem as contrata, mas era um defensor da cientificidade desses levantamentos. Ele mencionou alguns exemplos de erros em campanhas do Maranhão.

Em 2008, várias pesquisas asseguravam que João Castelo seria eleito no primeiro turno, prefeito de São Luís, o que foi contestado apenas pela Escutec, que previu a disputa em segundo turno com Flávio Dino (PCdoB).

Na eleição de 2016, houve a mesma empolgação por parte de alguns institutos, que, com bastante antecedência do pleito, davam Edivaldo Holanda Júnior (PDT) eleito no primeiro turno, prefeito de São Luís,  mas  foi obrigado a disputar um segundo, com Eduardo Braide (PMN), e por pouco não perdeu.

Outro caso, por ele exemplificado

Outro caso, por ele exemplificado, foi em 2014, quando a eleição era dada como ganha por Dilma Rousseff (PT) no primeiro turno, contudo, houve uma segunda rodada com Aécio.

Para evitar esses vexames, pregava cautela e atenção máxima ao desenrolar das campanhas, pois elas mudam muito de rumo com os debates, movimentos de rua etc.


(Visualizações: 102 vezes | 3 visitas hoje)