Marcas do que se foi

19 de julho de 2021 0 Por Jonas Filho

 

Essa frase lembra toda festa de fim de ano nos últimos segundos na maioria dos réveillons brasileiros. Também remete aquilo que tem acontecido na cidade de Codó. É incrível, como apesar do governo de Nagib não ter sido grande coisa, começa a causar saudades em muita gente na terra do Catimbó. A cidade do terecô e do Bita do Barão dá sinais de que escolheu o pior candidato para gerir seu destino nos próximos 4 anos. A administração franciscana é totalmente desastrosa e tem causado arrependimento em boa parte dos votantes de Codó.
Ainda há uma possibilidade enorme de rompimento do Grupão e lideranças como Pedro Belo e Rodrigo Figueiredo podem migrar para a oposição por descumprimento do gestor codoense.
Com a entrada de São Pedro Neres como pré-candidato a deputado estadual, a vaga do clã Figueiredo ficará sem o apoio do Palácio codoense. Se Zé Francisco trouxer um federal, Pedro Belo será rifado e terá que ir sem o apoio das hostes franciscanas.
O tabuleiro está montado e muitas águas ainda passarão até as convenções de 2022…


(Visualizações: 467 vezes | 1 visitas hoje)