O Titanic foi trocado pelo Fusca

23 de janeiro de 2020 0 Por Jonas Filho

Humberto Coutinho era grandioso, espetacular, magnânimo. A sua altura na era apenas na métrica, no tamanho, mas no caráter e no compromisso. A vida de HC foi a essência do maior e do excelso. Trinta anos de vida pública. Foi vereador, foi deputado estadual, prefeito duas vezes de Caxias e presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão. Elegeu Flávio Dino como deputado federal e como governador. O seu legado é imenso e valoroso, porém não transferiu o seu espólio eleitoral a ninguém do seu quilate.
Nem Tais, nem Júnior Martins, nem outro nome levou o que HC possuía em valor eleitoral.
Cleide joga 30 anos de política pela janela, ao deixar de apoiar um candidato que levava a marca do marido e que digladiou com os Marinho durante tantos embates eleitorais.
Caxias fica com a disputa com a cara de Flávio Dino, no entanto perde o brilho de não ter um Coutinho para duelar como o gigante Humbero sempre fazia. Com brio, garra e disposição.


(Visualizações: 430 vezes | 1 visitas hoje)