Opinião e Política por César Sabá.

14 de julho de 2019 0 Por Jonas Filho

Educação na lona
Essa semana a questão do abono salarial voltou a ser discutida entre professores e também nas redes sociais. O assunto foi o sumiço de metade dos 16 milhões de reais das contas do Fundeb. O prefeito Fábio Gentil, que prometeu na campanha valorizar a categoria com aumento substancial, abono muito superior ao pago pelo seu antecessor e até um programa de saúde exclusivo para nossos mestres (Programa professor de bem com a vida), até a presente data, não deu nenhum sinal de que irá cumprir algumas dessas promessas de campanha. Pelo contrário, ao longo de sua administração o que ele fez foi achatar os salários de forma, no mínimo, criminosa. Com isso, os nossos docentes vivem, sem dúvida, seus piores momentos. O salário vergonhoso pago pela prefeitura comprova isso.
Todo mundo sabe que os recursos do Fundeb são proporcionais a quantidade de alunos matriculados na rede, assim, o Governo Federal repassa para Caxias o mesmo valor que repassa para São Paulo, Brasília e Bacabal, por exemplo. Comparando o contracheque de um professor efetivo da cidade de Bacabal, que trabalha 20h/a semanais com o de um professor de Caxias nas mesmas condições, é que se percebe o grau de perversidade do cabeludo para com o professorado que ele tanto jurou defender. O professor de Bacabal ganha R$ 2.863,27 líquido contra R$ 1.645,00, que é o salário médio em Caxias, pois ninguém sabe o valor exato, visto que todo mês inexplicavelmente é suprimido algum valor. Assim, tendo Bacabal como referência, o governo Gentil subtrai todos os meses de cada professor exatos R$ 1.218,27.
Fazendo uma análise racional dessa vergonhosa situação, chegamos a conclusão de que não é falta de recursos e sim de compromisso de quem está gerindo o município, pois Caxias deveria pagar no mínimo o mesmo valor que Bacabal paga, visto que o dinheiro que vem é proporcionalmente igual.Não paga porque não quer, porque não tem compromisso. Os professores contratados que o digam. Com relação a estes prometo tratar da degradante situação dos mesmos em outro artigo.


(Visualizações: 17 vezes | 1 visitas hoje)