SAAE de Codó: sanear o órgão ou roubar o povo?

Recentemente circulou em blogs e nas rodas de conversa em Codó a venda do SAAE. Algumas experiências como em outras cidades do Maranhão, a exemplo de Timon, demonstrou-se que o povo de lá perdeu com a famigerada criação das Águas de Timon.Na terra do Catimbó há um movimento no mesmo sentido. Vender a água do povo codoense para uma empresa da terra natal do pai do prefeito Nagib, FC Oliveira. Tal grupo de Sobral no Ceará pretende comprar a preço de banana,  uma autarquia que gera lucro e ainda emprega centenas de pais de famílias.A gestão Nagib não vê nada além de cifras e que se lixe o sangue daqueles que construíram a riqueza da família Oliveira .Codó não pode aceitar essa aberração e deixar que um patrimônio do porte do SAAE seja vendido para empobrecer ainda mais a população tão sofrida do torrão de Bita do Barão. 


Visualizações: 1.360 vezes | 1 visitas hoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Estatísticas
  • 1.052.277
Arquivos